24 de julho de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

Brasil reforça crítica a Israel por terror em Gaza e retira embaixador do país

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil emitiu um comunicado em que considerou inaceitável a ofensiva de Israel em Gaza e condenou a força desproporcional usada por Israel. Além disso, o Embaixador brasileiro em Tel Aviv foi chamado a sair do país. Esta foi a segunda vez que o Brasil se manifestou oficialmente sobre os conflitos que começaram há pouco mais de duas semanas.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil emitiu um comunicado em que considerou inaceitável a ofensiva de Israel em Gaza e condenou a força desproporcional usada por Israel. Além disso, o Embaixador brasileiro em Tel Aviv foi chamado a sair do país. Esta foi a segunda vez que o Brasil se manifestou oficialmente sobre os conflitos que começaram há pouco mais de duas semanas.

O governo brasileiro voltou a criticar nesta quarta-feira (23/07) a ofensiva de Israel em Gaza, pediu a implementação de um cessar-fogo e chamou para consultas o embaixador do país em Tel Aviv. Além disso, em diversas cidades brasileiras estão acontecendo manifestações organizadas por comunidades árabes e simpatizantes da causa palestina. ... 

Leia mais

11 de julho de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Ataques de Israel à  Faixa de Gaza já mataram mais de 100 nesta semana

Os ataques de Israel aos palestinos na Faixa de Gaza iniciados na terça-feira (8) já mataram ao menos 100 pessoas. Metade seria de civis. Cerca de 600 pessoas, a maioria civis, ficaram feridas. No último incidente, na madrugada desta sexta-feira, três pessoas morreram dentro de uma casa na cidade de Rafah, no sul do território. Não há relatos de mortos em Israel.

Segundo Israel, militantes palestinos lançaram cerca de 500 foguetes de Gaza contra o território israelense desde terça-feira. Os foguetes teriam sido interceptados e neutralizados por sistemas de defesa antimísseis. Pelo menos um foguete foi lançado do sul do Líbano em direção ao norte de Israel na manhã desta sexta-feira.

O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que a operação israelense lançada na terça-feira contra alvos do Hamas está “progredindo como planejado” e deve entrar em nova fase. Ele não precisou os detalhes. O premiê israelense não deu indicações de quando ou se as tropas farão intervenções terrestres.

Na quinta-feira, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um apelo para que israelenses e militantes palestinos interrompam as hostilidades, argumentando que o Oriente Médio “não tem como arcar com outra guerra”. Chefes de Estado de diversos países também fizeram apelos pelo fim dos ataques e pela retomada das negociações de paz.

Com cartazes de “Não matarás” e “Cadáveres não trarão segurança”, ativistas israelenses protestam contra ofensiva militar do seu país. As principais ONGs de direitos humanos do país divulgaram informações sobre as vítimas dos bombardeios israelenses no enclave palestino e grupos de esquerda organizam manifestações nas ruas das grandes cidades.

A primeira manifestação ocorreu na quarta feira (9), no centro de Tel Aviv. Cerca de 100 ativistas se Leia mais