MEC: Demissões de assessores e boatos sobre a saída de Weintraub


As demissões de importantes assessores do Ministério da Educação (MEC) nos últimos dias reforçam a percepção de que o ministro Abraham Weintraub vai sair do cargo. Na manhã desta quinta-feira (12), sua principal assessora, a jornalista Priscila Costa e Silva, foi exonerada.

O próprio Weintraub inicia um período de férias nesta sexta-feira (13), emendando com os recessos, e muitos acreditam que ele não volta em 2020 ao cargo de ministro de Educação.

LEIA TAMBÉM:

Câmara convoca Weintraub para explicar “plantações extensivas de maconha” nas universidades

Weintraub compartilha vídeo de Bolsonaro ‘espancando’ Globo e Folha de SP

Salários dos professores: ‘Vou atacar a zebra mais gorda’, diz Weintraub

O desgaste do ministro é crescente no Planalto. Até o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, tem pedido nomes a congressistas para substituir Weintraub no MEC, segundo informações da jornalista Renata Cafardo, no Estadão.