Francischini volta para o bico do corvo no STF

O deputado bolsonarista Fernando Francischini (União-PR) voltará para o bico do corvo, no STF, na próxima terça-feira (07/6), quando haverá julgamento no plenário virtual da corte máxima.

O colegiado irá julgar a decisão monocrática do ministro Nunes Marques, que devolveu o mandato do parlamentar do Paraná.

A pedido da ministra Cármen Lúcia, que relata o caso, o presidente do Supremo Luiz Fux agendou o julgamento até 23h58 de terça.

URGENTE: Nunes Marques revogou cassação do TSE e Francischini reassume mandato no PR

► A íntegra do vídeo que cassou Francischini por fake news; assista

► Após cassação de Francischini, quatro novos deputados tomaram posse na ALEP neste segunda-feira

Juristas e palpiteiros acreditam que o pleno do STF irá revogar a decisão de Nunes Marques, isto é, cassará a liminar que devolveu o mandato de Francischini na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

Francischini teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 6 votos a 1, em outubro do ano passado, por propagação de informações falsas sobre o sistema de votação no dia da eleição em 2018. 

No primeiro turno de 2018, Francischini que era deputado federal – mas concorreu a deputado estadual – publicou vídeo nas redes sociais afirmando que as urnas eletrônicas tinham sido adulteradas para impedir a eleição do presidente Jair Bolsonaro. Como ele não comprovou o que disse, o TSE entendeu que se tratava de disseminação de fake news para tumultuar o processo eleitoral.

Veja também  Bolsonaro recebe hoje Fachin e Alexandre de Moraes