A história do deputado que discursou 15 horas para abrir o impeachment do presidente do Chile

A história do deputado que discursou 15 horas para abrir o impeachment do presidente do Chile

O deputado do Partido Socialista (PS) Jaime Naranjo se encarregou de apresentar a acusação constitucional contra o Presidente da República, Sebastián Piñera, na Câmara dos Deputados. Que sua história sirva de inspiração para ao menos 308 parlamentares brasileiros, que titubeiam em abrir o processo de impeachment de Jair Bolsonaro.

O parlamentar chileno leu todo o documento apresentado pela acusação constitucional, que contém mais de mil páginas, com o objetivo de prorrogar a sessão que terminava à meia noite de segunda-feira (08/11), enquanto o deputado da Frente Ampla Giorgio Jackson pudesse sair de casa.

Jackson estava cumprindo quarentena preventiva por ter tido contato próximo com o também deputado Gabriel Boric, que está infectado pela COVID-19. No entanto, o próprio Giorgio Jackson tinha testado negativo, mas a quarentena é uma sentença obrigatória no Chile durante a pandemia.

Para aprovar a denúncia constitucional contra Piñera, a Câmara precisa de maioria qualificada, ou seja, 78 votos a favor.

É neste ponto que o voto de Jackson é de particular importância. No total, são 83 votos da oposição. Apesar disso, há quatro parlamentares que já declinaram que não votariam a favor da iniciativa: Pepe Auth, Carlos Abel Jarpa, Pablo Lorenzini e Pedro Velásquez.

Com os cinco votos a menos, a oposição teria, exatamente, os 78 votos necessários para aprovar. É por isso que o voto de Jackson foi fundamental, já que sem ele haveria 77 endossos para a acusação, portanto, não seria aprovada por apenas um voto de diferença.

Veja o vídeo após Naranjo cumprir a jornada do épico discurso:

“Bom dia, passadas mais de 14 horas, só quero agradecer as inúmeras expressões de carinho e apoio nesta longa caminhada. Apenas cumprimos o mandato que o povo chileno nos deu. Obrigado”, agradeceu o deputado socialista em um post no Twitter.

Após terminar seu discurso, Naranjo falou à imprensa sobre a maratona que viveu no Congresso. “Acredito que o que fizemos hoje tem apenas uma explicação, a unidade da oposição e a generosidade da oposição para me permitir liderar algo que eu havia delineado e que alguns não entenderam”, disse ele.

Salientou ainda que o mais importante foi a homenagem que prestou durante a sua intervenção a “todas as pessoas que viram os seus direitos violados neste Governo e a tantas pessoas que estão cansadas dos abusos deste Governo e principalmente como expressão de grande alegria e espero ver toda a oposição unida por um gol.”

Jackson deu um bolo para Jaime Naranjo após suas mais de 14 horas de discurso na Câmara

O deputado também agradeceu a Jaime Naranjo por meio do Instagram, rede social onde compartilhou uma selfie com ele. “Aqui com o protagonista do dia, o deputado Jaime Naranjo”, fizeram parte das palavras que lhe dedicou.

Após 14 horas de intervenção na Acusação Constitucional contra o Presidente Sebastián Piñera, Jaime Naranjo concluiu seu discurso sob os aplausos de todos os presentes na Câmara pelo excelente trabalho de segunda e parte desta terça-feira.

O congressista Giorgio Jackson viajou ao Congresso com a finalização sua quarentena preventiva após ter contato próximo com o candidato presidencial do Approve Dignity Gabriel Boric, que deu positivo para COVID-19.

Enquanto Jackson viajava de Santiago para Valparaíso, Naranjo continuou sua apresentação diante da Câmara. Uma vez no lugar, Naranjo terminou seu discurso e Giorgio deu seu voto.

Durante o período de descanso após a apresentação do deputado, Jackson abordou Naranjo para parabenizá-lo pelo trabalho, momento que foi capturado em uma selfie.

“Aqui com o protagonista do dia”, foi a frase com que partilhou a foto no seu Instagram.