Requião anuncia 'Ação Popular' na Justiça contra Ratinho Junior [vídeo]

Requião ou ganha ou deixa o MDB no sábado

Pré-candidato ao governo do Paraná, Roberto Requião (MDB), ao Blog do Esmael, reafirmou nesta quarta-feira (28/7) a convenção estadual do partido, no sábado (31/7), será um divisor de água: ou ele ganha ou ele deixa a agremiação. Ele disputa o partido pela chapa “Sempre MDB“.

Requião disse que irá concorrer ao Palácio Iguaçu, em 2022, pelo MDB, mas se der chabu na convenção emedebista se alistará no PSB (Partido Socialista Brasileiro). No mês passado, o ex-governador recebeu convite formal do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, com o intuito de voltar pela quarta vez ao governo do estado.

“Se eu eu perder o MDB para o Rato [Ratinho Junior, governador do Paraná], eu não tenho que ficar no partido. Vou sair para concorrer [governo] e impedir a privatização da Copel e da Sanepar, reduzir as tarifas de luz e água, e acabar com a farra dos pedágios”, disse Roberto Requião.

Leia também

Segundo Requião, de 180 convencionais contatados por ele, apenas três disseram que votarão na “chapa do Ratinho” no sábado. No entanto, o pré-candidato ao governo é cauteloso dizendo que ‘só o peru morre de véspera’. “Se eu perder o MDB para o Ratinho ou saio do partido para disputar o governo com ele”, assegurou, que ainda falará com os 70 restantes até sexta-feira (30/7).

Cerca de 250 convencionais estão aptos a votar na convenção emedebista no sábado, das 9h às 13h, no Hotel Aladin, em Curitiba. O convencional também poderá votar virtualmente pelo sistema híbrido do partido.

Requião explicou que ganhar a convenção do MDB é requisito fundamental para que a sigla tenha candidato ao governo do Paraná. “Eu estou lutando para retomar o velho MDB, que ele tenha candidato e vença a eleição. Já a chapa do Ratinho quer o fim do partido”, disparou.