Requião Filho: ‘Vacina de domingo a domingo… onde?’

  • Fazer publicidade é muito simples, difícil mesmo é ter compromisso sério com a saúde dos paranaenses.

Por Requião Filho*

O Governo bateu no peito e midiaticamente anunciou uma grande campanha: “Vacinação de Domingo a Domingo”. Mas em algumas cidades, na sequência, já tiveram que suspender a imunização por falta de vacina, como em Curitiba e Maringá.

Esqueceu o Governador, mais uma vez, que propaganda não resolve o problema, que nome bonito de campanha não imuniza ninguém, se não tem vacina.

O Paraná, infelizmente, está entregue à falta de planejamento, aos desmandos do péssimo Governo Federal, que reiteradamente nos vira as costas. E aqui se reza a cartilha bolsonarista, de limpar a bota do capitão, mas nosso Estado segue renegado, abaixo da média da vacinação e com cada vez menos apoio federal.

Não se compreende os motivos de caminharmos desta forma, não é crível ver um Estado da grandeza do Paraná entregue à própria sorte, vítima da velha política, dos devaneios de governantes descomprometidos com a população.

Se o Governo realmente quisesse ter colocado o Paraná à frente, não teria perdido a oportunidade de produzir a vacina Sputnik V em nosso território, não permitiria estarmos no fim da fila do Ministério da Saúde na entrega de imunizantes, não esperaria o caos para adotar medidas sérias de contenção do vírus e, também, de proteção à população carente.

O Paraná é mais, o Paraná pode mais e dói, nós, verdadeiros paranaenses, acompanharmos toda esta catástrofe humanitária e o caos econômico nos quais fomos mergulhados.

Vacina de Domingo a Domingo, já! Chega de propaganda furada. Corra atrás do prejuízo, Governador!

*Requião Filho, advogado, é deputado estadual pelo MDB do Paraná.