Ricardo Barros diz que situação “é até confortável” mesmo com 282 mil mortes

A situação do país “é até confortável” mesmo diante de mais de 282 mil mortes por covid e pouca vacinação, proporcionalmente a 89ª posição na imunização global. A opinião é deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara, em entrevista ao canal a cabo GloboNews nesta quarta-feira (17/3).

Segundo o líder governista o número de mortes por milhão de habitantes no Brasil por Covid-19 e a quantidade de vacinados, disse que a situação do país “é até confortável” em comparação a outros países.

Nesta terça-feira (16/3), o Brasil teve 2.842 mortes e 84.362 novos infectados em 24 horas. No total, o país já perdeu 282.127 vidas para a doença e computou 11.603.535 casos de contaminação. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

LEIA TAMBÉM
Em nota, Ricardo Barros desmente ex-ministro de Dilma sobre compra da vacina Sputnik V

Líder do governo pode ser investigado por compra de vacina russa Sputnik V

“Olhe bem a estatística, mortes por milhão, ou seja, o cuidado do sistema de saúde com as pessoas. Reino Unido, 1.853 [mortes por milhão], em 4º lugar. Estados Unidos, 1.609 por milhão, em 11º. Brasil, 1.300 mortes por milhão, em 22º lugar”, disse Barros à emissora.

Ricardo Barros prosseguiu em seu raciocínio com o intuito de provar que a situação “é até confortável” no país, apesar das mais de 282 mil mortes desde o início da pandemia e o baixíssimo índice de imunizações.

“Então, nosso sistema de saúde responde, está melhor no tratamento as pessoas do que a maioria dos países de primeiro mundo que estão na nossa frente em número de vacinados, mas o Brasil é o 5º do mundo em número de vacinados. Embora tenha começado mais tarde, já são 10 milhões e 300 mil vacinados e 11 milhões e 600 que já pegaram Covid e estão imunes, então, a nossa situação, ela não é tão crítica assim. Comparada a outros países, é uma situação até confortável”, completou o deputado.

Segundo o projeto “Our World in Data”, ligado à Universidade de Oxford, atualmente, o Brasil ocupa a 11ª posição em número absoluto de vacinados e a 89ª se levado em consideração o percentual da população que já foi vacinada.

Até o momento, apenas 4,91% da população brasileira tomou a primeira dose da vacina e 1,79% está imunizada com duas doses.