Globo chama a Igreja Universal para a briga no Rio

O Rio de Janeiro está em chamas. Não há bombeiro que consiga apagar o fogo. Mas a TV Globo resolveu tentar aplacar as labaredas com gasolina.

A emissora dos Marinho chamou para a briga, neste sábado (12), a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), do bispo Edir Macedo.

De acordo com a Globo, citando o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MP-RJ), a Igreja Universal do Reino de Deus foi “utilizada como instrumento para lavagem de dinheiro fruto da endêmica corrupção instalada na alta cúpula da administração municipal”.

Segundo o MP do Rio, mencionado pela Globo, há indícios de “bilionárias movimentações atípicas” da IURD.

“MP diz ter encontrado indícios de que a Igreja Universal de Edir Macedo foi usada para lavar dinheiro da corrupção na Prefeitura do Rio”, comentou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT).

O atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus.

A Globo luta para derrotar Crivella, aliado do presidente Jair Bolsonaro, e torce pela eleição do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM).

Mais cedo, o Blog do Esmael publicou um vídeo de Crivella descendo o sarrafo no Jornal Nacional, da Globo, a quem ele acusa de “partido de oposição” ao Rio.

LEIA TAMBÉM

Jornal Nacional, da Globo, recebe disparos de Crivella; assista

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), em vídeo, afirmou neste sábado (12) que o Jornal Nacional, da Globo, age como partido de oposição.

Segundo Crivella, a Globo se ressente por não ter recebido R$ 150 milhões em publicidade e R$ 300 milhões em contratos irregulares, sem licitação, com a Fundação Roberto Marinho.

“Desvio de merenda escolar e estamos processando a Globo”, anunciou.

O prefeito disse que o JN tem a intenção de interferir no processo eleitoral de 2020.

De acordo com Crivella, não tem delação de doleiro nem conta no exterior. “Aliás, quem tem delação é a Globo”, disparou.

“Só no período eleitoral aparecem essas denuncias na Globo”, afirmou o prefeito, que garantiu não ter provas e ser

Crivella ainda aproveitou o vídeo para cobrar uma dívida da Globo, de R$ 33 milhões, relativos a IPTU e ISS atrasados. “Colocarei esse dinheiro para melhorar o sistema de saúde, que a emissora tanto critica”, prometeu.

Assista ao vídeo: