PT relembra os quatro anos do golpe de 2016 contra Dilma Rousseff

No dia 31 de agosto de 2016, com 61 votos favoráveis e 20 contrários, o Senado Federal aprovou o pedido de impeachment e afastou definitivamente a presidenta Dilma Rousseff (PT) do cargo. Estava consumada a primeira fase do golpe de 2016.

Ao completar quatro anos, o Partido dos Trabalhadores relembra o golpe e publica um vídeo bastante didático de como tudo aconteceu:

“HOJE, HÁ 4 ANOS
Tão importante quanto questionar “a que ponto chegamos?!?” é analisar “como chegamos” a esta situação no Brasil, em que o absurdo virou cotidiano.
Hoje, há 4 anos, desfechava-se o golpe contra @DilmaRoussef e o povo. Foi aí quando tudo começou a piorar.#FoiGolpe”

Na verdade, a eleição de Bolsonaro foi um efeito colateral do golpe. Os Tucanos (PSDB) sonhavam herdar a presidência de mão beijada quando Michel Temer (MDB), o ilegítimo, cumprisse a tradição. Mas faltou combinar com o povo, que rechaçou a candidatura de Geraldo Alckmin.

Lula, preso, foi impedido de participar da eleição. A Chapa de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila (PT-PCdoB), fez bonito, mas não o suficiente para derrotar a extrema-direita.

E cá estamos, dançando na beira do precipício.

LEIA TAMBÉM: