Coronavírus: USP, com ajuda da Marinha, vai produzir respiradores

A Universidade de São Paulo (USP), com ajuda da Marinha do Brasi, vai para produzir ventiladores pulmonares de baixo custo para suprir a demanda nacional neste momento de avanço da pandemia do coronavírus. Os aparelhos são importantíssimos no tratamento dos pacientes infectados pela Covid-19.

Batizado de “Inspire”, o respirador tem custo 15 vezes mais barato que a média de preços no mercado e pode ficar pronto em menos de duas horas.

De acordo com comunicado da USP, os testes de produção para o primeiro lote serão iniciados “nos próximos dias” e devem ser distribuídos em até duas semanas.

A expectativa é que de 25 a 50 respiradores sejam produzidos por dia, mas o número pode aumentar dependendo da demanda nacional em meio à pandemia.

LEIA TAMBÉM:

Arthur Virgílio diz que aguarda resposta de pedido feito a Macron para combater Covid-19 na Amazônia

Em live com professores, Lula e Haddad debatem a desigualdade no ensino em tempos de coronavírus

Bolsonaro profana o luto e debocha das mortes pela Covid-19

O aparelho já foi testado em animais e em quatro pacientes no Instituto do Coração, do Hospital das Clínicas.

O teste foi realizado seguindo as orientações da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, com a coordenação de José Otávio Auler Junior, professor da Faculdade de Medicina da USP.