Bolsonaro diz que Globo fez “armação” e “fake news” sobre caso do porteiro

Compartilhe agora

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (11) que a TV Globo fez uma armação com a polícia no caso do porteiro no condomínio que ele mora, o Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro.

“A TV Globo faz armação com o pessoal da investigação, divulga, porteiro ligou para mim, que eu estava em Brasília, e agora descobriram que a voz não era do porteiro. Parabéns, Globo. Fake news total. Eles colocaram na capa do jornal [O Globo] bem pequininho assim”, disparou.

O presidente da República se referiu ao laudo assinado por seis peritos que asseguram não ser do funcionário a voz que havia mencionado Jair Bolsonaro aos investigadores da Delegacia de Homicídios (DH).

De acordo com o laudo, a pessoa que autorizou a entrada do ex-PM Élcio de Queiroz no condomínio foi o policial reformado Ronnie Lessa, morador do condomínio e vizinho de Bolsonaro. Tanto Élcio como Lessa estão presos. O primeiro é acusado de ter dirigido o veículo usado no crime, e o segundo é acusado de ter efetuado os disparos contra Marielle Franco e Anderson Gomes.

LEIA TAMBÉM
Nassif: todos as hipóteses levam aos Bolsonaro

BOMBA: Porteiro que aparece em áudio não é o mesmo que falou com “seu Jair”

Quando o porteiro de Bolsonaro mentiu?, pergunta Noblat

O Jornal Nacional, da TV Globo, levou ao ar no dia 29 de outubro de 2019, sobre um dos porteiros que teria afirmado em depoimento que Jair Bolsonaro, então deputado federal, havia liberado a entrada de Élcio no condomínio. Depois, o homem voltou atrás e afirmou que errou ao dizer que havia falado com “seu Jair”.

Enfim, o assunto ainda continua tão obscuro e controverso quanto antes.

Com informações de O Globo