alcolumbre senado

Bolsomínions debocham de ‘dancinha’ de Alcolumbre com o pai; assista


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), reagiu na noite de segunda-feira (17) à divulgação acompanhada de ofensas de um vídeo em que aparece dançando Carnaval de rua com o pai, conhecido como Samuca. O vídeo é compartilhado nas redes sociais por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro com mensagens homofóbicas. O filho do presidente Bolsonaro, Carlos, também repercutiu o vídeo.

“Uma crescente onda de intolerância, preconceito e desrespeito toma conta das redes sociais”, escreveu Alcolumbre. “É inacreditável que algumas pessoas sejam tão desrespeitosas que se sintam no direito de agredirem, sem mais nem menos, a imagem de um pai feliz em um momento de descontração com o filho”, disse.

Em sua reação, o presidente do Senado disse que o mundo não precisa das ofensas nas redes sociais e prometeu a busca pelo Congresso Nacional de caminhos para a criminalização dos atos de ódio e intolerância.

Alcolumbre disse sentir a obrigação de defender o pai, o mecânico José Tobelem, conhecido como Samuca. O presidente do Senado postou o vídeo no último sábado (15), como uma lembrança do Carnaval do ano passado no Amapá.

LEIA TAMBÉM:

FUP reafirma continuidade da greve dos petroleiros

No texto que acompanha as imagens, Alcolumbre afirma que seu pai é o seu amor de todos os carnavais. “Te amo, pai!”, escreveu. Segundo ele, após a publicação, o vídeo foi editado e compartilhado com mensagens ofensivas. Entre os bolsonaristas que divulgaram os ataques ao presidente do Senado está Allan dos Santos, do canal chapa branca Terça Livre.

Assista o vídeo: