ABI repudia denúncia do MPF contra Glenn Greenwald


Associação Brasileira de Imprensa (ABI) divulgou nota em que repudia a denúncia apresentada à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, editor responsável do The Intercept Brasil.

Para a ABI, “a acusação é um atentado à Constituição, um desrespeito ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Polícia Federal, bem como uma tentativa de condenar o jornalista.

A entidade ainda “conclama a Justiça Federal a rejeitar a denúncia”.

Leia a íntegra da nota:

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) manifesta sua irrestrita solidariedade ao jornalista Glenn Greenwald, diante da denúncia absurda apresentada à Justiça por um procurador do Ministério Público Federal (MPF).

LEIA TAMBÉM:

Em nota, PT diz que denúncia do MPF contra Greenwald é vingança

Lula e Dilma veem abuso contra a liberdade de imprensa pelo MPF

ONU quer explicações do governo sobre ação contra Glenn Greenwald

A denúncia, inteiramente inepta, representa um atentado à Constituição, um desrespeito ao Supremo Tribunal federal (STF) e à Polícia Federal, bem como um tantativa de condenar o jornalista.

A ABI conclama a Justiça Federal a rejeitar, da mesma forma que negou, recentemente, a acusação contra o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, por coincidência, feita pelo mesmo procurador da República.

Pedro Jeronimo de Souza – presidente da ABI