STJ manda soltar ex-governador Pezão

Publicado em 10 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira (10), por três votos a zero, soltar o ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB).

LEIA TAMBÉM:
Por destruir a indústria, Jair Bolsonaro recebe prêmio da CNI nesta quarta-feira

Gleisi Hoffmann: Por maior celeridade nos investimentos em pequenos municípios

Efeito Bolsonaro: Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro

De acordo com a decisão do STJ, o ex-governador ficará em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica e ainda terá que seguir as seguintes medidas cautelares: comparecer em juízo quando chamado, não poderá ter contato com outros réus, não poderá deixar o Rio sem autorização judicial, comunicar a Justiça sobre qualquer operação bancária acima de R$ 10 mil e deverá ter recolhimento domiciliar noturno entre 20h e 6h todos os dias.

Pezão foi preso em novembro de 2018, quando ainda era governador, em um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio. Ele é acusado de integrar um esquema de corrupção chefiado pelo também ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (MDB).

Com informações de O Dia.

Compartilhe agora!