Cármen Lúcia vota a favor da prisão após condenação em 2ª instância

Publicado em 7 novembro, 2019
Compartilhe agora!

A ministra Cármem Lúcia votou a favor da prisão após a condenação em segunda instância. Ela foi a primeira magistrada do Supremo Tribunal Federal (STF) a votar na sessão desta quinta-feira que retoma o julgamento para decidir sobre a permanência ou não da atual regra sobre a prisão de condenados em segunda instância.

Neste momento, o placar está em 5 a 3 a favor da possibilidade da prisão em segunda instância.

LEIA TAMBÉM:
STF ao vivo: Julgamento da prisão em 2ª instância

Supremo pode soltar Lula hoje; acompanhe ao vivo

Até agora, votaram Marco Aurélio, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia. Marco Aurélio, Rosa Weber e Lewandowski votaram pela mudança do atual entendimento.

Ainda faltam votar, pela ordem, Gilmar Mendes, Celso de Mello e, por último, o presidente Dias Toffoli, que deve ser o voto decisivo.

Compartilhe agora!