Beijaço na Bienal do Rio desafia a censura de Crivella

Compartilhe agora!


Centenas de pessoas promoveram um “beijaço” na Bienal do Rio na noite deste sábado (7). O ato foi uma resposta à decisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), de recolher todos os exemplares de uma HQ da Marvel por conter um beijo entre dois personagens homens.

Ainda nesta noite o Tribunal de Justiça (TJ) voltou atrás e restabeleceu a censura pleiteada pelo prefeito fundamentalista do Rio contra obras de conteúdo homossexual.

A ação de censura do livro HQ “Vingadores: A cruzada das crianças” despertou intensa onda de protestos e a obra teve sua edição esgotada ainda na sexta-feira no Bienal.

Na tarde da última quinta-feira (5), o prefeito Marcello Crivella mandou uma determinação para que o HQ ” Vingadores: A cruzada das crianças” fosse recolhida da exposição alegando que o livro apresenta “conteúdo sexual para menores” – se referindo a um beijo gay entre dois personagens do sexo masculino.

LEIA TAMBÉM:

TJ do Rio restabelece censura de Crivella contra gibi da Marvel

Programação LGBT é mantida e vai ter ‘beijaço’ na Bienal do Livro no Rio

Na sexta-feira (6), o prefeito enviou à bienal dez funcionários da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP) para identificar e lacrar livros “impróprios”. Uma medida que viola completamente a Constituição do país e uma aberta tentativa de censura.

O gibi dos Vingadores e os exemplares já eram vendidos lacrados. “Livros assim precisam estar em um plástico preto, lacrado, avisando o conteúdo”, disse Crivella em vídeo.

Compartilhe agora!