Cortes de Bolsonaro atingem livros da Educação Básica

Compartilhe agora!

O ministério da falta de Educação decidiu que o bloqueio mais recente de seu orçamento atingirá a educação básica. Ao todo, a pasta bloqueou R$ 348.471.498 na “produção, aquisição e distribuição de livros e materiais didáticos e pedagógicos para educação básica”, informou o Portal UOL.

A informação, publicada ontem no Sistema Integrado de Administração Financeira, foi coletada pela ONG Contas Abertas.

LEIA TAMBÉM
Irmão do ministro da falta de Educação vira assessor especial de Bolsonaro

Ministro da falta de Educação curte e incentiva violência contra a UNE

O secretário-geral da ONG Contas Abertas, Gil Castello Branco, afirma que “o valor exato do bloqueio recém-anunciado foi idêntico ao valor bloqueado nos livros didáticos”.

A decisão do governo volta a contrariar discurso do presidente, que em entrevista no mês de maio afirmou que não pretendia “cortar recurso por cortar”. “A ideia é pegar e investir na educação básica”, afirmou.

No mesmo mês, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou no plenário da Câmara dos Deputados que a educação básica está defasada. “Cinquenta por cento das nossas crianças passam pelo ensino fundamental sem aprender a ler, escrever e fazer conta”, disse.

Pelo jeito, só piora.

Com informações do UOL.

Compartilhe agora!