Por Esmael Morais

Alberto Fernández diz que Bolsonaro é “racista, misógino e violento”

Publicado em 13/08/2019


O candidato da oposição à presidência da Argentina Alberto Fernández, que no domingo (11) teve uma vitória esmagadora sobre o atual presidente Mauricio Macri nas eleições primárias do país, criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro (PSL). O líder peronista classificou nesta segunda-feira (12) o presidente brasileiro de “racista, misógino e violento”.

“Com o Brasil, teremos uma relação esplêndida. O Brasil será um conjunto na vida da Argentina”, disse Fernández em uma entrevista ao programa “Coréia do Centro”. , da emissora Net TV. O presidente Brasileiro antes tinha feito declarações sobre os efeitos negativos na fronteira do Rio Grande do Sul no caso de uma possível vitória da oposição na Argentina. “Vai virar uma Rondônia”, declarou Bolsonaro.

Na entrevista, Fernández também criticou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a quem classificou como um bom líder para seu país [EUA], mas não para o mundo.

Bolsonaro afundou a campanha de Marci na Argentina, avalia Gleisi

A “Frente de Todos”, de Fernández, que tem como candidata a vice-presidente Cristina Kirchner, conseguiu no domingo 47,66% dos votos contra 32,09% dos “Juntos pela Mudança”, de Macri.

As eleições presidenciais na Argentina acontecerão no mês de outubro.

*Com informações da Agência Reuters