Por Esmael Morais

Tabata Amaral pode ser expulsa do PDT caso vote a favor da reforma da Previdência

Publicado em 10/07/2019

O PDT ameaça expulsar a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) caso vote a favor da reforma da Previdência. Ela se declarou favorável às mudanças nas regras de aposentadoria propostas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em reunião realizada ontem (9) com a bancada do PDT na Câmara, o presidente do partido, Carlos Lupi, afirmou que a legenda expulsará os parlamentares que votarem a favor da proposta.

LEIA TAMBÉM:
AO VIVO: Câmara retoma às 15h toma-lá-dá-cá da reforma da previdência

O PDT fechou questão contra a reforma da Previdência na convenção nacional do partido realizada em 18 de março. Para Lupi, “desrespeitar essa decisão é muito grave”.

Lupi disse que entrou em contato com Tabata e fez “um apelo humilde pelo voto dela, para que seja contrário à reforma da Previdência”. Não obteve sucesso.

Ciro Gomes foi outro que ligou para a deputada pedindo para que ela siga a orientação do partido, mas também foi ignorado.

Tabata foi eleita com o apoio do bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann, que é a favor da reforma.

ASSISTA AO VIVO:

Com informações do Estadão