Por Esmael Morais

Glenn Greenwald comemora um mês da Vaza Jato

Publicado em 09/07/2019

Há exatamente um mês, em 9 de junho, o site The Intercept Brasil publicava os quatro primeiros artigos da Vaza Jato.

Começavam a vir a público uma série de diálogos entre o ex-juiz Sérgio Moro, e os procuradores da força tarefa lava jato expondo o que muitos já suspeitavam. Houve um conluio criminoso para condenar e prender o ex-presidente Lula sem provas, entre outras falcatruas.

LEIA TAMBÉM
Agências derrubam farsa bolsonarista contra Wyllys e Greenwald

Com as revelações, abriu-se a perspectiva de que sejam revistas as condenações ilegais, que não foram fruto de julgamentos justos, como é o caso de Lula.

E, segundo o principal jornalista do Intercept, Glenn Greenwald, a série de reportagens ainda está bem longe do fim. Aliás, partiu de Glenn a comemoração desse primeiro mês da série.

Confira:

Até agora, são nove partes, além da colaboração com a Folha de São Paulo, Revista Veja, e outros jornalistas. Ainda há muito material a ser publicado.

LEIA TAMBÉM
Glenn Greenwald vai ao Senado quinta-feira falar o que sabe sobre Sérgio Moro