Moro foi lançado à Presidência da Republica, diz Paraná Pesquisas

Compartilhe agora!
Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) realiza audiência pública interativa para ouvir o ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, avalia que o ministro Sérgio Moro foi oficialmente lançado à Presidência da República nesta quarta-feira, dia 19 de junho, durante seu depoimento à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

De acordo com Hidalgo, o ministro despiu-se da “fantasia” de juiz e assumiu publicamente o papel político ao comparecer à sessão do Senado.

LEIA TAMBÉM
Supremo pode ser próxima reportagem do Intercept

“Ele se saiu bem no depoimento e assumiu, definitivamente, o papel de político e assumiu o papel de candidato ao Palácio do Planalto”, avalia Hidalgo, CEO de um dos mais importantes institutos de pesquisas do País.

Antes dos escândalos da #VazaJato, divulgados na série de reportagens do site Intercept, a Paraná Pesquisas dava o presidente Jair Bolsonaro com 26% das intenções de voto, seguido de Moro com 16% empatado com ex-ministro Ciro Gomes (14%) e o ex-presidente Lula (13%).

“Caso não haja fato novo, revelado pelo Intercept, Moro é um nome a ser considerado para a eleição de 2022”, diz Hidalgo.

Compartilhe agora!