Flávio Dino: Sérgio Moro deve ser afastado do Ministério da Justiça

Compartilhe agora!

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ex-juiz federal, disse nesta segunda-feira (10) que Sérgio Moro deve ser afastado do Ministério da Justiça.

“Quem instrumentalizou a Justiça Federal para fins eleitorais e partidários pode tentar fazer o mesmo com a Polícia Federal, agora sob seu comando direto”, argumenta.

A declaração de Dino se deu após reportagens do site The Intercept publicar conversas secretas de Moro com procuradores do Ministério Público Federal (MPF) com o fim de combinar estratégias para ferrar Lula e o PT.

LEIA TAMBÉM
The Intercept possui materiais inéditos sobre a Lava Jato

O governador maranhense sintetiza seu posicionamento em quatro tuítes:

1- Membros do Ministério Público não podem ter militância partidária. Resultados de eleições, bem como preferência ou antipatia por partidos políticos, não podem ser determinantes para suas atuações processuais. Reportagens mostram que vários de Curitiba não cumpriram as regras.

2- Um juiz que orienta uma das partes no curso do processo é parcial e suspeito. Seus atos são nulos. Está na lei. E como repetiam nos processos de Curitiba: “a lei é para todos”. Agora saberemos se “as instituições estão funcionando”. Elas vivem a partir de hoje seu maior teste.

3- Lembro que o Brasil é submetido à jurisdição de Tribunais Internacionais, por força de atos legislativos aprovados pelo Congresso Nacional. Será péssimo se as instituições brasileiras nada fizerem. Pois é óbvio que sobrevirão condenações dos Tribunais internacionais.

4- Sergio Moro deve se afastar ou ser afastado do Ministério da Justiça. Quem instrumentalizou a Justiça Federal para fins eleitorais e partidários pode tentar fazer o mesmo com a Polícia Federal, agora sob seu comando direto.

Compartilhe agora!