Por Esmael Morais

Para conter desgaste, Bolsonaro libera recursos para a Educação

Publicado em 22/05/2019


O governo Bolsonaro temendo a continuidade dos protestos estudantis e populares contra os cortes de verbas da Educação decidiu usar R$ 3,81 bilhões da reserva orçamentária para recompor os orçamentos do MEC e do Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo, do total a ser utilizado da reserva orçamentária – que no primeiro bimestre era de R$ 5,37 bilhões -, R$ 1,587 bilhão irá para a educação e outros 56 milhões para o Ministério do Meio Ambiente.

No final de março, o governo Jair Bolsonaro determinou um corte de R$ 29,582 bilhões no orçamento deste ano, sendo que R$ 5,83 bilhões voltados para a área de educação. A decisão gerou uma onda nacional de protestos que deixou o governo Bolsonaro na defensiva e desgastado politicamente.

Novas manifestações estudantis foram convocadas para o dia 30 de maio em defesa da Educação.