Ambientalistas querem mudar projeto de estrada no Litoral do Paraná

Compartilhe agora!

O movimento “O Litoral do Paraná Pede Socorro” está tentando mudar a proposta do governo do Estado que quer construir uma estrada para um porto privado, derrubando quilômetros de mata atlântica e pondo em risco algumas das mais belas praias do país.

Está correndo no portal Benfeitoria um financiamento coletivo para o desenvolvimento de uma proposta alternativa ao projeto da “Faixa de Infraestrutura” em Pontal do Paraná. A campanha promete soluções mais alinhadas à vocação turística da região.

O grupo fez uma manifestação nesta sexta-feira (24) no Centro de Curitiba para sensibilizar a população para a causa. A vaquinha já angariou 88% do valor necessário para desenvolvimento do projeto. O objetivo é arrecadar R$ 35 mil. O prazo final é 3 de junho.

Segundo a campanha, o projeto já está sendo elaborado por arquitetos e engenheiros especializados em soluções inovadoras e prevê a construção da “Ciclo-Rodovia Interpraias”.

Essa alternativa desafogaria as vias de Pontal e atenderia a turistas, comerciantes e moradores; estimulando o turismo, a geração de emprego e renda e o transporte sustentável. O caminho beneficiaria diretamente 21 balneários de Pontal do Paraná e, indiretamente, outros 26 de Matinhos. Também facilitaria o deslocamento para algumas ilhas do litoral.

Na verdade, essa alternativa visa inviabilizar a instalação de um Porto de Contâineres em Pontal do Paraná. A estrada como está planejada atualmente visa atender diretamente este Porto, que é um projeto particular do empresário João Carlos Ribeiro.

Do jeito que estão projetados, tanto o porto como a estrada causariam fortes impactos ambientais numa extensa área de mata atlântica e de manguezais. Segundo os ambientalistas, até a Ilha do Mel corre riscos.

A atriz Verônica Rodrigues, do Movimento Pare Preste Atenção, faz um apelo para que a sociedade se engaje na campanha em defesa do meio ambiente.

Qualquer pessoa pode ajudar com valores a partir de R$ 20,00. Mais informações neste link.

As fotos são de Eduardo Matysiak.

Compartilhe agora!