Alguém tem que mostrar a prova, diz Lula sobre sua condenação

Compartilhe agora!

Em sua segunda entrevista na prisão, ex-presidente Lula (PT) reafirmou a sua inocência, ressaltando foi que preso sem provas no caso do tríplex do Guarujá, e criticou o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

LEIA TAMBÉM:
Lula sobre Bolsonaro: “É um doente”

“Alguém tem que mostrar (a prova). Esse apartamento, esse maldito apartamento, se ele é meu, tem que ter um documento, tem que ter um contrato, tem que ter um pagamento. Alguma coisa tem que ser mostrada. Não é possível que alguém possa dizer que um apartamento é meu se eu não comprei, não morei, não paguei, não tem escritura. Que negócio é meu?”, disse o ex-presidente em um trecho da entrevista concedida ao jornalista Kennedy Alencar, que faz parte de um documentário que foi exibido ontem pela BBC World News na Inglaterra.

Na entrevista, o ex-presidente voltou a acusar Moro de mentir e vazar seletivamente para a imprensa informações sigilosas.

“O Moro fornecia à imprensa as informações em primeira mão, do jeito que ele entendia, a imprensa transformava a mentira do Moro em verdade, e aí o cara já estava condenado. Por que que você acha que eu resolvi resistir? Porque eu quero provar que eles mentiram”, disse o petista.

Para Lula, o ex-juiz não vai sobreviver à política porque não “nasceu para isso”.

“Ele não nasceu para isso. Ele nasceu para se esconder atrás de uma toga e ficar lendo o Código Penal. É para isso que ele nasceu. Ele tem que se expor a debate. Eu, por exemplo, adoraria se sair daqui fazer um debate com o Moro sobre os crimes que cometi”, afirmou o ex-presidente.

Com informações da BBC Brasil

Compartilhe agora!