Por Esmael Morais

Velha mídia faz coro para empurrar a “reforma” da Previdência de Bolsonaro

Publicado em 21/02/2019

O tiroteio midiático que vem atingindo o governo Bolsonaro (PSL) teve uma trégua nesta quinta-feira (21). Os “jornalões” e a velha mídia em geral tentam dar um fôlego para a arrancada inicial da “reforma” da Previdência do Bolsonaro.

Até os “inimigos” da Folha de S. Paulo e das Organizações Globo estão tentando ajudar. A Folha publicou hoje um editorial desejando “sucesso à reforma”. Já o Globo diz que a reforma é coerente, mas enfrenta os desafios da política.

LEIA TAMBÉM: Reforma da Previdência de Bolsonaro é contra os mais pobres, diz Flávio Dino

O Estadão relata que o governo “nasce” com a reforma da previdência. Todos fazem questão de empurrar a responsabilidade para o Congresso. Ou seja, se tudo “der errado”, a culpa será dos parlamentares.

O governo também está usando a comunicação social para tentar empurrar a “reforma” goela abaixo dos brasileiros. A campanha institucional nem fala em reforma, é “nova previdência”.

O discurso de que a reforma é necessária e de que “todos” devem fazer sacrifícios para ajudar o Brasil vem sendo repetido pela velha mídia desde o golpe de 2016.

O problema é que o “todos” para eles, não inclui os militares. Na verdade, a PEC apresentada prejudica mais quem é mais pobre e quem começa a trabalhar mais cedo.

As reações contra a reforma começaram fortes na internet, nos sindicatos e na oposição no Congresso. Vamos ver onde essa disputa vai nos levar.