URGENTE: Condenação de Lula pode ser invalidada no caso do sítio de Atibaia

A defesa do ex-presidente Lula deverá pedir a nulidade absoluta da condenação no caso do sítio de Atibaia.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), acusa a juíza Gabriela Hardt de cometer plágio na sentença de 12 anos e 11 meses de prisão para o ex-presidente.

LEIA TAMBÉM
Lula depõe à PF nesta terça-feira sobre ocupação do tríplex do Guarujá

“O que a juíza Gabriela Hardt fez chama-se plágio. Ela usou o mesmo arquivo utilizado por Moro no caso Triplex para montar a sentença cheia de erros e absurdos!”, escreveu nesta terça-feira (26) a dirigente petista em suas redes sociais.

O ex-presidente Lula também foi ao ataque em suas redes sociais. Ele apontou vários erros da magistradas porque, segundo o petista, a sentença foi copiada dos arquivos do ex-juiz Sérgio Moro.

“Sentença cheia de erros usou o mesmo arquivo de Moro. Copiou trechos inteiros da sentença do Guarujá até falando em “apartamento”. E tem vários absurdos como considerar o mesmo delator duas vezes, uma pelo nome, outra pelo apelido. Quem realmente escreveu essa sentença? Moro de novo?”, criticou Lula.

Perícia do Instituto Del Picchia comprovou que a juíza Gabriela Hardt usou o mesmo arquivo utilizado por Sergio Moro no caso Triplex para montar a sentença que condenou o petista no processo do sítio de Atibaia.