Por Esmael Morais

Promotor se declara suspeito e abandona o caso Flávio Bolsonaro/ Fabríco Queiroz

Publicado em 05/02/2019

O promotor Claudio Calo, da promotoria de investigação penal do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), declarou nesta terça-feira (5) sua suspeição para continuar à frente das investigações que envolvem o senador Flávio Bolsorano (PSL-RJ) e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz. 

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro sem previsão de alta e governo continua à deriva

A declaração de suspeição de Calo foi motivada por questionamentos relacionados a sua imparcialidade.  

O promotor se manifestou publicamente sobre o caso e compartilhou vários posts dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nas redes sociais.  

O nome do novo responsável pela investigação deve ser anunciado amanhã.