Bolsonaro sem previsão de alta e governo continua à deriva

Publicado em 5 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!

A falta de previsão para a alta médica do presidente Jair Bolsonaro (PSL), internado há 11 dias no hospital Albert Einstein, em São Paulo, continua deixando o governo à deriva.

Pior, segundo denuncia PT: o Palácio do Planalto foi tomado pelas milícias e gangues da velha política que ocuparam todos os mais importantes cargos estratégicos da República.

LEIA TAMBÉM

Moro ‘reconhece’ ilegalidade na prisão de Lula

Se existe ‘desacerto de bandidos’ nesses primeiros 35 dias de governo, na ocupação de espaços, como atestam os petistas, por outro lado, há unidade do bolsonarismo com mídia, setores do judiciário e banqueiros quando o assunto é o fim da aposentadoria e a retirada de direitos dos mais pobres.

Voltemos à questão da saúde de Bolsonaro.

De acordo o boletim médico desta terça (5), o presidente  “evoluindo sem dor, afebril e com redução da coleção líquida no abdômen”.

A junta médica do Albert Einstein ainda afirma que Bolsonaro “apresentou aumento da movimentação intestinal, o que possibilitou o início de injeção de líquido por via oral. Os exames laboratoriais apresentam melhora. O paciente segue com antibióticos e dreno no abdome.”

O diabo é que, como ou sem Bolsonaro, o povo segue exposto aos ataques dos abutres de sempre.

Leia a íntegra do boletim médico desta terça (5):

Compartilhe agora!