Mourão diz que autorizar Lula a ir ao velório do irmão é ‘questão humanitária’

O presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (29) que autorizar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a ir ao velório do irmão é uma “questão humanitária”.

Mais cedo, nesta terça, a defesa de Lula pediu à Justiça para o ex-presidente ir a São Bernardo do Campo (SP) participar do velório de Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá.

Lula está preso em Curitiba (PR) desde abril do ano passado, condenado em segunda instância em um processo da Lava Jato. Questionado sobre o pedido de Lula, Mourão respondeu:

“É uma questão humanitária, não é? A gente perder um irmão sempre é uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é que é.”

A presença de Lula no velório de Vavá repõe o debate sobre as condições carcerárias do líder petista. A situação atual é comparada com a prisão durante a ditadura e a permissão que o então líder sindical metalúrgico teve para participar do enterro de sua mãe, Dona Lindú.

*Com informações de O Estado de São Paulo

Comentários encerrados.