Por Esmael Morais

Índios temem massacre no governo Bolsonaro

Publicado em 04/01/2019

A demarcação de terras sob o mando dos ruralistas é uma ameaça aos povos indígenas. O alerta é de David Karai Popygua, liderança guarani da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo.

Leia Também: Bancada ruralista indica Tereza Cristina para o Ministério da Agricultura

A decisão do governo de Bolsonaro de transferir a demarcação de terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura põe em risco os 305 povos indígenas do Brasil.

“Essa mudança representa claramente uma grande ameaça aos povos indígenas. Bolsonaro coloca os povos indígenas abaixo dos ruralistas para que todos os interesses de exploração e os territórios sejam entregues aos ruralistas. É uma ameaça grotesca porque não dá direito algum aos povos de se defender e nem de ter algum direito.” Afirma David.

Ele destaca que o Estado brasileiro deveria reconhecer os direitos dos povos indígenas, conforme a Constituição.

“É um absurdo o que está acontecendo. Daqui pra frente vão acontecer muitas mortes e quem mais vai sofrer com essa situação são as crianças, os jovens e os velhos indígenas.” Completa.

David Karai Popygua concedeu entrevista ao portal Rede Brasil Atual.

LEIA TAMBÉM: Manobra contra Funai ameaça comunidades indígenas e quilombolas, denuncia PT