Por Esmael Morais

Gabinetes de deputados do PT e Psol foram revistados sem autorização por ‘medida de segurança’

Publicado em 04/01/2019

Gabinetes de deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Psol (Partido Socialismo e Liberdade) foram revistados sem autorização durante os preparativos da posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A direção da Câmara justificou a revista, sem aviso prévio, alegando razões de segurança.

Ao todo foram 14 gabinetes revistados –9 do PT e 5 do Psol.  Os dois partidos exigiram da presidência da Câmara dos Deputados esclarecimentos sobre as razões da invasão dos gabinetes.

Em nota, a direção da Casa disse que o aviso prévio não foi feito porque a decisão foi tomada no fim de semana e que, por isso, não houve tempo hábil para o comunicado. Informou ainda que o objetivo era evitar que uma eventual movimentação nos gabinetes desviasse a atenção dos franco-atiradores das forças de segurança.