Por Esmael Morais

Bolsonaro volta ao cargo às pressas: ciúmes do Mourão?

Publicado em 30/01/2019

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) reassumiu a presidência na manhã desta quarta-feira (30). De forma precária e ainda convalescendo de uma cirurgia. Muitos dizem que são ciúmes do vice Mourão (PRTB).

O hospital Albert Einstein improvisou um quartinho com um telefone para Bolsonaro despachar.

Ele não receberá autoridades neste primeiro dia. Também não há previsão de quando poderá voltar integralmente ao trabalho.

Na prática, a volta às pressas é só para tirar o General Hamilton Mourão, que mostrou desenvoltura no cargo.

Mourão disse que a direção da Vale poderia ser afastada, e também considerou um ato humanitário a autorização para Lula ir ao velório do irmão.

Nenhuma das declarações combina com o ranço de ódio e entreguismo de Bolsonaro.

Com informações da Agência Brasil.