“Bolsominions” exploram a tragédia de Brumadinho com “fake news”

Publicado em 28 janeiro, 2019
Compartilhe agora!

Apoiadores do presidente Bolsonaro (PSL) estão explorando a tragédia de Brumadinho com “fake news” contra a ex-presidenta Dilma Rousseff e o PT.

Segundo o portal Rede Brasil Atual, o primeiro boato que começou a circular nas redes sociais, acusa a ex-presidenta Dilma de ter reestatizado a Vale, e que “petistas indicados” seriam os responsáveis pela empresa. .

A Vale foi privatizada em 1997, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e não foi reestatizada como diz a notícia falsa.

Antes da empresa ser privatizada, nunca houve desastre ambiental que chegasse perto aos de Mariana ou Brumadinho.

LEIA TAMBÉM: Ações da Vale despencam em 16% na Bolsa

Outra “fake news” ressuscitada após o ocorrido em Brumadinho é que Dilma, em 2015, teria “transformado” a tragédia de Mariana em “desastre natural”, supostamente suavizando os impactos e multas da tragédia.

Mas o que houve foi a liberação do FGTS para os atingidos.

E a mais espetaculosa notícia falsa sobre o episódio envolve dois gentes estrangeiros, um cubano e um venezuelano, que teriam causado o rompimento da barragem da Vale com a detonação de explosivos.

Por fim, Michelle Bolsonaro teria a pedido “com olhos cheios de lágrimas”, e “o ministro da Agricultura” teria enviado a 100 médicos veterinários para cuidar dos animais atingidos pela lama da Vale. Mas é tudo lorota.

As informações são da Rede Brasil Atual.

Compartilhe agora!