Bolsonaro e Temer se unem para entregar Embraer para a Boeing

Por sugestão do vice-presidente eleito general Mourão, poderá haver uma união entre Michel Temer e Jair Bolsonaro para agilizar a entrega da Embraer para a norte-americana Boeing.

A pressa consiste em transferir para a empresa estadunidense a divisão de jatos comerciais da Embraer até 16 de janeiro de 2019. O negócio é avaliado em US$ 5,26 bilhões, porém depende do aval do governo brasileiro que detém a “golden share” (ação especial).

LEIA TAMBÉM
Para FHC, Bolsonaro criará ‘purgatório político’ com fim de ciclo

É a primeira vez que um militar de alta patente, no caso Mourão, defende a entrega de parte da estratégica aviação nacional para um estrangeiro.

“O negócio pode ser decidido de comum acordo. Se os dois conversarem e concordarem. Aí, já podem fechar isso”, intermedia o vice eleito.

Segundo Mourão, Temer e Bolsonaro apoiam a entrega da Embraer para a Boeing.

Ou seja, Bolsonaro tem pressa para entregar o país. Não poderia ao menos esperar mais duas semanas, quando toma posse?

Comentários encerrados.