‘Barraco’ no WhatsApp entre Joice Hasselmann e Major Olímpio sobre a liderança do PSL na Câmara

O Globo em matéria de Renata Mariz reproduziu o “barraco” no WathsApp do Partido Social Liberal (PSL), partido do presidente eleito, entre a deputada federal eleita, Joice Hasselmann (PSL-SP), e o senador eleito e presidente paulista da legenda, Major Olímpio. O “xis” da questão envolve a definição da liderança da bancada do PSL na Câmara de Deputados, posto reivindicado por Joice, mas que enfrenta a resistência de Major Olímpio e de outros parlamentares do partido. Confira a seguir trechos do bate-boca.

Joice:

“Não vou jogar fora a interlocução que tenho, que construí muito antes de ser candidata, por vaidades, ou disputas de espaço pouco republicanas. Comigo é de forma clara, como tenho feito com vocês. Qualquer dúvida podem me procurar no privado. Nossa articulação oficial na Câmara e no Senado, repito, está abaixo da linha da miséria”.

Major Olímpio respondeu:

O presidente que chamou a mim e ao Waldir em agenda oficial. Nada escondido, em perfeita sintonia com o presidente Bivar, que hoje me designou para representá-lo e ao PSL no Congresso Nacional de Câmaras Municipais. Não estou me metendo nas articulações da Câmara e sim apoiando o LÍDER EDUARDO E VICE LÍDER WALDIR PORQUE ME ELEGI SENADOR E É LÁ QUE TENHO QUE ARTICULAR. Eu respeito hierarquia e respeito meus colegas parlamentares. Eu PERCO TEMPO COM QUEM NÃO É LÍDER. Boa noite”.

Em plena madrugada, Joice retrucou:

“Uma pequena correção, major. Bolsonaro o elegeu senador, com todo respeito. Ademais, o senhor deveria ‘perder’ um pouco do seu tempo com a bancada, além do líder, pq o senhor TEM OBRIGAÇÃO. Isso não é um quartel, major, é um partido. Se o senhor não aprender a conciliar, prejudicará a todos, o PSL nacional e o governo Bolsonaro”.

Major Olímpio concluiu a discussão:

“Sei que não é quartel. No quartel, todos têm papel definido, têm responsabilidades, respeitam os companheiros. Pergunte aos deputados antigos e novos se dou atenção e respeito? Eu perco todo o tempo com todos os parlamentares que pedem ajuda ou conselho, mas respeito cada um deles. A humildade e o respeito cabem em todos os lugares. Nunca menosprezei ninguém me insinuando para qualquer função desconsiderando os demais. Aliás, o mais bobinho aqui é deputado federal e senador e sabem distinguir quem é quem. Boa noite”.

Comentários encerrados.