Raul Jungmann: Políticos poderosos estão por trás do assassinato de Marielle

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta sexta-feira (23), no Rio de Janeiro, ter a certeza de que “políticos poderosos”, agentes públicos e milicianos estão envolvidos no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

LEIA TAMBÉM:
Caso Marielle: TV Globo proibida de divulgar notícias sobre inquérito policial

“A procuradora-geral da República (Raquel Dodge) teve acesso a duas testemunhas. Uma o Orlando Curicica e outra que permanece no anonimato, em que são feitas gravíssimas, enfatizo, gravíssimas acusações a agentes públicos aqui do Rio de Janeiro. Fica claro que existiria uma grande articulação envolvendo agentes públicos, milicianos, políticos, num esquema muito poderoso que não teria interesse na elucidação do caso Marielle, até porque estariam envolvidos nesse processo – se não tanto na qualidade daqueles que executaram, na qualidade de mandantes”, disse o ministro.

Jungmann afirmou que a Polícia Federal (PF) investiga agora não o assassinato em si mas um complô entre autor e autoridades públicas para impedir a elucidação do caso.

O assassinato de Marielle Franco (PSOL) e Anderson Gomes completou oito meses no último dia 14 novembro.

Com informações do Uol

Comentários encerrados.