Malafaia defende Magno Malta no Ministério do Desenvolvimento Social; assista

Publicado em 9 novembro, 2018
Compartilhe agora!

O pastor Silas Malafaia, da igreja evangélica Assembleia de Deus, divulgou um vídeo nas redes sociais no qual faz lobby para que o também pastor evangélico da igreja Batista e senador não reeleito, Magno Malta (PR-ES), assuma um ministério no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL).

LEIA TAMBÉM:
Senador Magno Malta virou ‘um elefante’ para Bolsonaro

No vídeo, Malafaia defendeu que Magno Malta seja agraciado com um ministério porque “foi o primeiro a acreditar que Bolsonaro poderia ser presidente do Brasil”.

“Fez tanta campanha pra Bolsonaro que esqueceu do Estado dele e perdeu a eleição pra senador”, disse Malafaia.

O pastor da Assembleia de Deus afirmou que o presidente eleito não precisa criar um ministério (Família) para abrigar o senador derrotado nas eleições, mas sim indicá-lo para o Ministério do Desenvolvimento Social “porque tem experiência”.

Defensor da ética, da moral e dos bons costumes, Malafaia poderia bem entrar na categoria dos falsos profetas. Em 2016 ele foi indiciado pela Polícia Federal (PF) no inquérito da Operação Timóteo, que apurou esquema de corrupção nas cobranças de royalties da exploração mineral.

De acordo com a investigação, o pastor recebeu um cheque de R$ 100 mil do esquema e depositou em uma conta pessoal.

Para o general Mourão, vice-presidente eleito de Bolsonaro, Magno Malta é apenas um elefante que está na sala precisando de um emprego.

“Tem que resolver esse caso. É aquela história, ele desistiu de ser vice do Bolsonaro para dizer que ia ganhar a eleição para senador no Espírito Santo. Agora ele é um elefante que está colocado no meio da sala e tem que arrumar, né? É um camelo, e tem que arrumar um deserto para esse camelo”, disse o general.

Assista:

Compartilhe agora!