Por Esmael Morais

Brasil, um país dos vices

Publicado em 25/11/2018

É bom negócio ser vice no Brasil. A sorte sempre esteve ao lado de vice-prefeitos, vice-governadores, vice-presidentes da República ou até mesmo suplentes de senadores.

Desde a proclamação da República, em 1889, oito vices já assumiram a Presidência no Brasil.

LEIA TAMBÉM
Marcos Coimbra, dono do Vox Populi, afirma que houve fraude na eleição de Bolsonaro

Entre 1954 e 1955, Café Filho teve de assumir o cargo porque Getúlio Vargas se suicidou. E, em 1985, José Sarney chegou à Presidência com a morte do presidente eleito Tancredo Neves por meio de eleição indireta no Congresso Nacional.

Além e Café Filho e Sarney, os outros vices que se deram bem no país foram: Marechal Floriano Peixoto, Nilo Peçanha, Delfim Moreira, João Goulart, Itamar Franco e Michel Temer.

O vice de Jair Bolsonaro, general Hamilton Mourão, já está no aquecimento. Ele deverá assumir o cargo de presidente da República a partir de 20 de janeiro de 2019.