Bolsonaro será operado no dia 20 de janeiro de 2019

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse neste sábado (24), no Rio, que será submetido à cirurgia de retirada da bolsa de colostomia no dia 20 de janeiro de 2019.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro em Curitiba

A equipe médica do hospital Albert Einstein, de São Paulo, cogitava operá-lo no dia 12 de dezembro próximo, mas adiaram a intervenção cirúrgica para depois da posse que ocorrerá no 1º de janeiro.

O real estado de saúde de Bolsonaro gera controvérsias nas redes sociais depois que, abruptamente, foi adiada a cirurgia por mais de um mês.

De acordo com o boletim do Einstein, de São Paulo, “exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais. A equipe decidiu em reunião multiprofissional postergar a realização da reconstrução do trânsito intestinal”.

“Fiz nova avaliação e a decisão da equipe médica foi marcar para o dia 19 de janeiro novamente em São Paulo. Se tiver condições, tendo em vista o grave quadro de infecção, eu opero no dia 20. Caso contrário, será novamente adiado”, revelou Bolsonaro durante coletiva à imprensa.

O presidente eleito participou hoje de uma cerimônia na Brigada de Infantaria Paraquedista. Ele disse que desobedeceu à determinação médica ao comparecer ao evento militar porque, segundo ele, a “vibração” do local ajuda na recuperação.

Comentários encerrados.