Bolsonaro é um capacho dos Estados Unidos, acusa oposição

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) vai desenhando seu perfil como sendo um capacho dos Estados Unidos. É o que pensam as principais autoridades de oposição no Brasil.

LEIA TAMBÉM
Efeito Bolsonaro: Brasil desiste de sediar Conferência do Clima da ONU em 2019

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), por exemplo, disse que o patriotismo de Bolsonaro é bastante estranho porque abre mão da soberania e da independência para transformar o país em subalterno e caudatário da política dos Estados Unidos.

“Brasil deve ser uma Nação forte, soberana e livre. Assim pensam os verdadeiros patriotas”, ensina Dino.

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), classifica de “vira-lata” a política de submissão de Bolsonaro aos interesses norte-americanos. Ele recordou o pensamento do ex-presidente Lula segundo qual não se pode conformar com o ‘complexo de vira-lata’ da elite brasileira que quer ‘falar grosso com a Bolívia’ e ‘falar manso com os Estados Unidos’.

Já o senador Roberto Requião (MDB-PR), da Frente pela Soberania Nacional, disse que o caso dos Bolsonaro é de ‘internamento’ a bem da sociedade brasileira.

Comentários encerrados.