Boulos é alvo de comentário homofóbico de coordenador de Bolsonaro

O deputado Fernando Francischini (PSL-PR), coordenador da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro, fuzilou o candidato Guilherme Boulos (PSOL) com comentário homofóbico, após debate na Band TV.

Pelo Twitter, Francischini ironizou a fala do psolista segundo qual não teria rabo preso. “Claro, no PSOL o rabo é solto”, disparou o coordenador de Bolsonaro.

“Boulos diz que sua candidatura não tem rabo preso, claro no PSol o rabo eh solto”, tuitou o deputado paranaense.

A campanha de Bolsonaro jura que não foi um comentário homofóbico, mas apenas uma “maldade” contra Boulos.

Comentários encerrados.