Por Esmael Morais

O livro recomendado por Lula

Publicado em 08/06/2018

Dentre os 21 livros lidos pelo ex-presidente Lula nesses dois meses de prisão política, em Curitiba, o petista recomendou a obra do jurista Rafael Valim — Estado de Exceção: a forma jurídica do neoliberalismo — para leitura da militância e dos democratas que lutam por uma sociedade livre e soberana.

A comentar as formas do neoliberalismo, na missiva, o ex-presidente disse que “Entre estas das ferramentas estão justamente as medidas de exceção impostas pela via do Judiciário, das quais estou sendo vítima junto com o povo brasileiro, também brutalmente agredido nos seus direitos”.

Na segunda-feira (11), o jurista Rafael Valim estará na vigília Olga Benário, às 14h30, falando sobre obra e a carta de Lula sobre o “Estado de Exceção”. No evento, serão distribuídos exemplares do livro com autógrafo do autor, gratuitamente.

Rafael Valim é doutor e mestre em Direito Administrativo pela PUC/SP. Professor de Direito Administrativo da Faculdade de Direito da PUC/SP. Professor Visitante em diversas universidades na Europa e na América Latina. Advogado.