Por Esmael Morais

Pedro Parente caiu. Só falta deitar

Publicado em 29/05/2018

O dito mercado já considera Pedro Parente, presidente da Petrobras, carta fora do baralho. Ele já caiu. Só falta deitar nas próximas horas. Muito provavelmente isto deverá ocorrer com a greve dos petroleiros, prevista para iniciar com força total nesta quarta (30).

Parente e Michel Temer são os principais responsável de caos que vive o Brasil cujo estopim foi a greve dos caminhoneiros, no nono dia, deflagrada contra os aumentos abusivos nos combustíveis.

A demissão de Parente seria a fórmula “deixar ir os anéis para preservar os dedos” para Michel Temer, qual seja, mudar a política de reajustes de preços da estatal que, desde outubro de 2016, é atrelada à variação cambial e à cotação internacional do petróleo.