Possível prisão de Lula assombra o PT

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é iminente, se o Tribunal Superior Federal não julgar o pedido de habeas corpus da defesa. É o que dão a entender os advogados do petista ao peticionar o ministro Edson Fachin, relator da lava jato, no STF, para que diga a data do julgamento.

LEIA TAMBÉM:
Globo prevê habeas corpus para Lula no STF

Beto Richa abre à IstoÉ prisão supostamente destinada ao ex-presidente Lula

Os advogados de Lula pedem ao ministro que eles “sejam notificados da data em que o processo será levado a julgamento”, haja vista que o HC foi impetrado há quase duas.

Condenado a 12 anos e um mês de prisão, no caso tríplex, esgota-se nesta terça (20) o prazo para o último recurso de Lula no TRF-4 – a dita segunda instância jurisdicional.

Superado este último recurso e o STF ‘lavar as mãos’ em relação ao habeas corpus, Lula poderá ser preso.

A intervenção militar no Rio de Janeiro mudou completamente o ambiente político no país. Com isso, aquela fórmula ‘Lula solto, mas inelegível‘ em 2018 foi por terra. O petista livre é um perigo para a “reeleição” de Michel Temer.

Há três dias o Blog do Esmael registrou que a “intervenção no Rio é para segurar o morro, prender Lula e barrar Bolsonaro“. Bingo!

Comentários encerrados.