Ratinho Jr volta para a Assembleia com o “ônus” do governo Beto Richa

Carlos Massa Junior, o Ratinho Jr, retorna na segunda-feira (4) à Assembleia Legislativa do Paraná com todos os “ônus” possíveis do governo Beto Richa (PSDB).

Na prática, o quase ex-secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU) voltará à cadeira donde está licenciado desde o início da legislatura com “uma mão na frente e outra atrás”. Senão vejamos.

O ministro da Saúde Ricardo Barros (PP), marido da vice-governadora Cida Borghetti (PP), já reivindica o cargo “vago” na SEDU para seu irmão e ex-prefeito de Maringá Silvio Barros II. O rapaz é jeitoso e tem fama de competente, além de trânsito até com os Requião.

Interinamente, a partir da semana que vem, a SEDU ficará a cargo de João Carlos Ortega — braço direito de Ratinho Jr — até a chegada de Silvio Barros II. A tarefa política do cunhado da vice-governadora será organizar os prefeitos para as eleições de 2018, evidentemente, dentro dos princípios “republicanos”.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão nesta quarta-feira (30) a saída de Carlos Massa Junior, o Ratinho Jr, do governo Beto Richa após o tucano reafirmar seu compromisso com a candidatura de Cida Borghetti.

Portanto, Ratinho Jr retornará segunda-feira à ALEP “sem lenço nem documento”. Será apenas mais um dentre os 54 deputados estaduais, porém, com o “ônus” de ter servido o governo Richa; uma gestão marcada pela corrupção, pela intransigência e violência contra servidores.

Comentários encerrados.