“Melancia no pescoço” derrotou Janot e Moro no Conselho Superior do MPF

Publicado em 24 abril, 2017
Compartilhe agora!

A decisão do Conselho Superior do Ministério Público, nesta segunda-feira (24), de restringir a cessão de procuradores para a Lava Jato tem nome, nome do meio e sobrenome:

1- isolamento de Rodrigo Janot; 2- procuradores de saco cheio com a pirotecnia da força-tarefa; e 3- sinal de que a vai prosperar a aprovação do projeto que pune abuso de autoridade.

Janot e Moro foram goleados na reunião do Conselho, por 7 votos a 1, que decidiu limitar em 10% a quantidade de procuradores que uma unidade do Ministério Público pode ceder para uma investigação de outra unidade.

O segundo mandato do procurador-geral da República termina em setembro, portanto o veto do Conselho Superior do MPF é sinal de que Rodrigo Janot perdeu as condições de pleitear um terceiro mandato e de fazer o sucessor pelo voto da corporação.

O Blog do Esmael apurou que maioria dos integrantes do MPF é favorável ao projeto relatado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), que irá à votação nesta quarta-feira (26) na CCJ do Senado.

Moral da história: se os próprios procuradores do MPF não toleram mais a melancia no pescoço dos integrantes da Lava Jato, por que a sociedade há de fazer diferente? Ou seja, a vaidade proporcionada pelos holofotes da velha mídia está detonando a Lava Jato.

Compartilhe agora!

Comments are closed.