Greve: sobrou para o pato da Fiep

Cerca de 30 mil grevistas cercaram a sede da Federação das Indústrias do Paraná para denunciar esquema de sonegação bilionária no sistema S.

Os manifestantes não pouparam o “pato”, a quem só não chamaram de santo. Sobraram adjetivos como “corrupto”, “ladrão”, “sonegador”, etc.

O protesto desta sexta-feira (28) fulmina as pretensões eleitorais do representante do sistema S no Paraná, o empresário Edson Campagnolo, que sonha ser vice ou candidato ao Senado em 2018.

Comentários encerrados.