Na ofensiva, Dilma dirá aos ministros que “quem está, fica” no cargo com sua volta

dilma_voltaA presidente Dilma Rousseff tomou algumas medidas com o intuito de retornar ao Palácio do Planalto, isto é, para barrar o impeachment no Senado.

Na ofensiva, a presidente já mandou recado aos atuais ministros dizendo que “quem está, fica” no cargo com sua volta. Ela materializou esse desejo com os recentes elogios a Henrique Meirelles, da Fazenda.

No cardápio do retorno há também uma “carta aos senadores” – ao estilo “carta aos brasileiros” na campanha que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva pela 1ª vez, em 2002. Dilma já deu pistas de como será esse documento aos parlamentares.

Além dessas questões macros, a presidente intensificou encontros com grupos menores de senadores. “Afinal”, ela concorda, “faltam apenas seis votos para segurar o impeachment”.

Outra providência de Dilma, a pedido de senadores, foi afastar o PT das articulações no Congresso Nacional.

Comentários encerrados.