Em Curitiba, #OcupaMinc só termina com a queda de Temer; assista

O Blog do Esmael visitou neste sábado (21) o acampamento no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), em Curitiba, que já dura 9 dias.

O prédio do órgão ligado ao Ministério da Cultura foi tomado no último dia 12 de abril, horas depois da confirmação do golpe de Estado que destituiu a presidente eleita Dilma Rousseff.

O advogado e produtor cultural Nelson Settani, um dos coordenadores do #OcupaMinc na capital paranaense, disse em entrevista ao Blog do Esmael que o acampamento continua em pé, apesar do recuo do presidente interino Michel Temer, que anunciou a recriação do Ministério da Cultura.

Segundo Settani, o Ministério da Cultura não é moeda de troca da democracia. “A nossa luta nunca foi pelo Ministério da Cultura, mas sim por políticas culturais e demais áreas – saúde e moradia”.

Rafaela, integrante do grupo #OcupaMinc, concorda com seu camarada de acampamento: “a nossa luta é pela derrubada desse governo ilegítimo”.

Hoje à noite haverá uma assembleia que deverá reafirmar a continuação da ocupação do Iphan.

Comentários encerrados.